terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Petrobras amplia fornecimento de diesel menos poluente


A Petrobras ampliou este mês o fornecimento do diesel S-50 para as frotas cativas de ônibus urbanos de Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre e região metropolitana da cidade de São Paulo, reduzindo, dessa forma, a emissão de material particulado no meio ambiente.

A distribuição do diesel S-50 atende ao cronograma estabelecido pelo acordo firmado entre a Petrobras, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Ministério do Meio Ambiente, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o Instituto do Meio Ambiente e o Ministério Público Federal. A parceria foi firmada sob a orientação do Ministério do Meio Ambiente.

Segundo a Petrobras, a partir de janeiro de 2011 o diesel S-50 substituirá o S-500 também nas frotas cativas de ônibus das regiões metropolitanas dos estados de São Paulo (Baixada Santista, Campinas e São José dos Campos) e do Rio de Janeiro.

Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

USP monta centro para receber lixo eletrônico da comunidade


A Universidade de São Paulo (USP) deu início neste ano ao funcionamento de um centro de descarte e reuso de resíduos de informática. Pioneiro na sua modalidade em órgão público e instituição de ensino superior, o centro pretende descartar adequadamente ou reciclar lixo eletrônico, como equipamentos obsoletos de informática e de telecomunicações.

Nos primeiros meses de operação, o centro vai priorizar o tratamento do lixo eletrônico da própria USP. No decorrer do ano, começará a receber o lixo eletrônico da comunidade. As pessoas que tiverem equipamentos eletrônicos obsoletos poderão agendar o descarte ou obter informações pelo e-mail cedir.cce@usp.br.

Os equipamentos que forem reciclados serão emprestados a instituições de inclusão digital. Esses equipamentos cumprirão vida útil estimada em dois anos e depois retornarão ao centro para o descarte final correto.

Fontes: Agência Brasil e Banco de Imagens

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Greenpeace vem a São Sebastião para alertar sobre a preservação do meio ambiente

A organização não-governamental Greenpeace, que atua em defesa do meio ambiente, estará em São Sebastião entre os dias 26 e 28 de janeiro de 2010, com o chamado Projeto “De praia em praia”.

Após celebração de parceria junto à Prefeitura, o intuito é o de sensibilizar as pessoas com relação à preservação ambiental. A abertura oficial do evento será às 16h, da terça-feira (26), com a presença de autoridades e representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a Semam.

A ideia é levar aos turistas e moradores sugestões práticas sobre o consumo sustentável de água, energia, produtos de limpeza, meios de transporte, entre outros. De acordo com a entidade, são dicas simples de como minimizar os impactos sobre o meio ambiente e transformar em atitude diária o conceito de preservação global.

A pesca predatória, a exploração de gás e óleo, as fazendas de camarão, a ausência da fiscalização do Estado em atividades ilegais e predatórias, são alguns exemplos de vetores que degradam os oceanos e resultam em perda da biodiversidade, aumento do nível do mar, branqueamento dos corais, dentre outros.

O Projeto

O Projeto “De praia em praia” começou no último dia 26 de dezembro, com atividades desenvolvidas em várias praias da costa brasileira, onde vivem 42 milhões de pessoas. No Litoral Norte paulista, São Sebastião será a segunda cidade a receber o Greenpeace, que inicia suas atividades por Ubatuba. O evento terá passagem pelas quatro cidades da região.

Serviço

O Projeto “De praia em praia” será realizado na Praça Pôr-do-Sol, em Boiçucanga, das 16h às 22h.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Rio de Janeiro divulga resultado de levantamento ambiental realizado em Ilha Grande, Angra dos Reis


Os impactos ambientais de 175 ocupações em Ilha Grande, Angra dos Reis, foram avaliados pelo Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro, Inea, órgão executivo da Secretaria do Ambiente.

Foram notificados 87 imóveis com suspeita de irregularidades, como falta de licenças urbana e ambiental. Os proprietários terão que apresentar os documentos que autorizam a ocupação do solo na ilha.

Segundo o levantamento, a ocupação ocorreu de forma desordenada, irregular e lenta, o que tornou as construções frágeis e instáveis. O coordenador geral de fiscalização do Inea, Carlos Fonteles, explicou que as casas são simples e que 72% são utilizadas como moradia. As habitações de veranistas correspondem a 16% e 12%, eram destinadas a pousadas.

Os estudos foram feitos após os deslizamentos ocorridos no dia 1º de janeiro e apontaram outras 23 áreas que sofreram deslizamentos na região.

Serão necessários estudos mais aprofundados, de acordo com as conclusões apresentadas, principalmente em relação à análise do relevo. O relatório sugere que a prefeitura faça um levantamento de todas as construções na ilha e que a Defesa Civil realize visitas técnicas e interdite as áreas de risco apontadas pelo estudo.

Outro ponto, sugerido pelo estudo, é a ampliação da área do Parque Estadual da Ilha Grande, como medida preventiva a novas tragédias.

Fonteles destacou, ainda, a importância da participação da sociedade civil nas discussões sobre as medidas para evitar novas tragédias.

Fonte: Ambiente Brasil



Tá aí, noticiado e confirmado, o que eu havia comentado lá no primeiro post.
São construidas verdadeiras mansões de forma irregular dando margem para que ocorra catástrofes amabientais e ainda assim a natureza é culpada.

Eu entro, invado a sua casa, e vc ainda é culpado por ela desabar??
Folga não????

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Lar Ecológico


Abaixo segue algumas dicas de como podemos tornar nosso lar um pouco mais ecológico.
Não são dicas simples, nem impossíveis de serem feitas mas que com um pouco de boa vontade podemos inserir em nosso cotidiano aos pouquinhos.



BIOCONSTRUÇÃO

Posicionamento: as fachadas da casa devem ser sempre voltadas para sul para evitar o aquecimento ou resfriamento artificial em excesso, aproveitando ainda a luz natural ao máximo.
Design e construção: quanto mais compacta e baixa for a habitação, menores serão as perdas e ganhas de calor entre o seu interior e exterior; os vidros duplos (e caixilharia isolante) são essenciais para resguardar uma casa do calor e do frio, ao mesmo tempo que reduz perdas energéticas em 45%;

ENERGIAS RENOVÁVEIS

Solar: talvez uma das energias renováveis mais utilizadas atualmente, recorre a painéis solares – instalados no exterior da habitação – que aproveitam a luz solar para aquecer águas domésticas e para o funcionamento do aquecimento central.

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

Tijolos maciços e pedra (mantêm-se mais frescas durante o dia e armazenam calor para ser libertado durante a noite)
Xisto
Cerâmica
Mármore
Quartzito
Isolamentos naturais (fibras vegetais, celulose…)
Tintas e vernizes biológicos/ecológicos; tintas à base de cal
Madeiras oriundas de florestas controladas (com garantia de origem)
Vidro
Ferro
Cobre
Plásticos ecológicos

OUTRAS DICAS VERDES

Para evitar o resfriamento excessivo em casas voltadas para Norte, opte por janelas pequenas.
As janelas basculantes permitem arejar a casa (fundamental para repor o oxigénio consumido) em horas de maior calor ou de noite.
As varandas colocadas sobre as janelas são uma excelente forma de sombreamento, sobretudo no Verão, ao diminuírem a intensidade da luz solar direta sobre as casas.

Pode-se resfriar a casa com espelhos d´água. A evaporação acontece junto das paredes da casa, diminuindo assim a temperatura do ar exterior e, consequentemente, refrescando o interior.
O recurso a árvores e arbustos – colocados estrategicamente nas fachadas também proporcionam sombra, protegendo janelas, portas e paredes da luz solar direta e do calor excessivo. Para além disso, resguardam a casa do vento e são ainda fontes de oxigênio.

Vai colocar iluminação no jardim? Opte por lanternas solares – sem fios e ecologicamente sustentáveis.

Leve o jardim para o telhado de casa! Um telhado ajardinado apresenta várias vantagens: reduz a poluição ambiental, garante um excelente isolamento térmico e acústico, equilibra os níveis de humidade entre o interior e o exterior da casa.
Outro sistema muito amigo do ambiente é o da recolha de água de chuva como já descrito no post anterior, recuperando, filtrando e armazenando a mesma para que possa ser utilizada na rega do jardim ou na lavagem exterior da habitação.

sábado, 16 de janeiro de 2010

Você sabia que dá pra reutilizar água de chuva em casa??


Pensando em economizar e ajudar o meio ambiente?
Pense então em reutilizar a água da chuva!
Você pode usá-la, filtrando-a,assim que for feita a coleta ou também armazená-la para uso posteriormente.

Os sistemas de captação e reaproveitamento de águas de chuva custa em torno de R$ 3 a R$8 mil reais para uma casa de cerca de 200m².O sistema é simples. Formado por calhas para captação, reservatório, filtro e pontos de distribuição, tem capacidade de coleta proporcional à área de recolhimento. Pode ser usado tanto nos projetos de construções quanto em imóveis prontos. O retorno do investimento pode vir em 3 ou 8 anos, mas é garantido.

Se não der para construir um sistema com reservatórios, bombas etc, coloque bacias, baldes enfim recipientes nas varandas, para recolher as águas que escorrem do telhado já ajuda muito.

Mas como posso utilizar esta água???

A água da chuva pode ser usada para regar plantas, lavar o carro, dar descarga em sanitários, lavar roupas, limpar pisos entre outars funções as quais não necessitem da sua potabilidade.

Ficou interessado??
Então saiba mais sobre a montagem deste sistema acessando o site: http://www.sociedadedosol.org.br/agua.htm

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Faça seus produtos de limpeza em casa.


A idéia de disponibilizar no blog receitas de produtos ecológicos de limpeza, surgiu de uma amiga de trabalho como forma de mostrar as pessoas uma maneira de minimizar os impactos diários que os produtos de limpeza comerciais produzem em nós e na natureza.
Como não podemos deixar de usá-los segue abaixo alguams dicas para substituição dos produtos químicos. É mais econômico e saudável.

SABÃO EM BARRA CASEIRO
Ingredientes:
- 1/2 kg de soda cáustica;
- 1 litro de água;
- 3 litros de óleo de cozinha (usado e já saturado em frituras);
- 2 litros de álcool (de posto de gasolina).
Preparo:
Ferva 1 litro de água.
Simultaneamente, esquente bem 3 litros de óleo.
Coloque a soda cáustica na água fervendo, dentro de um balde de plástico e, imediatamente,retire o óleo do fogo e despeje por cima.
Em seguida coloque o álcool.
Mexa (com um pedaço de pau) durante 15 minutos.
Despeje numa caixa de papelão forrada com sacolas de plástico, vire as borda delas um pouco para cima.
Observação: A altura do sabão, dentro da caixa de papelão é em torno de 5 a 6 cm.

SABÃO FRIO
Ingredientes:
- 12 litros de água
- 1Kg de farinha de milho
- 1Kg de soda
- 4Kg de sebo cozido
Preparo:
Derreta o sebo num tacho ou recipiente grande.
Dissolva a farinha de milho em 6 litros de água.
Dissolva a soda nos outros 6 litros de água.
Misture tudo e mexa por 40 minutos.
Coloque em formas, deixe secar e corte.

SABÃO DE ABACATE
Ingredientes:
- 5 Kg de massa de abacate
- 1/2 Kg de sebo derretido ou banha
- 400 g de soda comercial 150 g de breu (encontrado em ferragens ou casas de produtos químicos)
Preparo:
Quando o abacate estiver maduro,corte ao meio e separe o caroço e a casca da massa. Coloque toda a massa em uma vasilha bem limpa e acrescente a soda, sebo ou banha e o breu.
Mexa por uma hora.
Coloque numa caixa forrada com plástico e deixe 24 horas para secar (dependendo da umidade do ar, algumas vezes é necessário deixar mais tempo).
Corte em barras.
Para maior consistência, acrescente 2 a 3 colheres de sopa de farinha de milho ou cinzas.

SABÃO DE ERVAS
Ingredientes:
- 5 Kg de gordura
- 2,5 Kg de sebo derretido
- 2,5 Kg de óleo de cozinha (usado), banha ou gordura de galinha derretida.
- 1 Kg de soda
- 4 litros de água ou suco de ervas (tanchagem, babosa, capuchinha, trapoeraba, confrei, calêndula, macaé, eucalipto).
Preparo:
Triture as ervas e coe.
Esquente o sebo junto com o óleo.
Misture, fora do fogo, o álcool no sebo quente.
Misture a soda com água ou suco de ervas em recipiente não corrosivo.
Acrescente o sebo com o óleo nesta mesma mistura.
Misture bem até espumar.
Coloque nas formas.
Deixe esfriar e estará pronto para cortar.

SABÃO DE MILHO
Ingredientes:
- 6 litros de água
- 1/2 Kg de soda cáustica
- 2 Kg de banha ou sebo
- 1/2 Kg de farinha de milho
Preparo:
Misture em uma bacia 3 litros de água fervida com a soda cáustica.
Acrescente a banha ou sebo.
Desmanche a farinha de milho nos outros 3 litros de água fria.
Adicione à mistura anterior e mexa bastante, durante 15 minutos.
Despeje a massa em uma caixa forrada com plástico.
Deixe descansar 3 dias antes de usar.

SABÃO LÍQUIDO PARA LOUÇA
Ingredientes:
- 2 litros de água
- 1 sabão caseiro ralado
- 1 colher de óleo de rícino
- 1 colher de açúcar.
Preparo:
Ferva todos os ingredientes até dissolver e engarrafe.

DETERGENTE ECOLÓGICO
Ingredientes:
- 1 pedaço de sabão de coco neutro
- 2 limões
- 4 colheres de sopa de amoníaco (que é biodegradável)
Preparo:
Derreta o sabão de coco, picado ou ralado, em um litro de água. Depois, acrescente cinco litros de água fria. Em seguida, esprema os limões. Por último, despeje o amoníaco e misture bem.
Guarde o produto resultante em garrafas e utilize-o no lugar dos similares comerciais. Você obterá seis litros de um detergente que limpa, não polui, cujo valor econômico é incomparavelmente menor do que o do similar industrializado.

DETERGENTE ECOLÓGICO MULTIUSO
Ingredientes:
- Água
- Vinagre
- Amônia líquida (amoníaco)
- Bicarbonato de sódio e ácido bórico
Preparo:
Em um litro de água morna (cerca de 45º c), coloque uma colher de sopa de vinagre, uma colher de sopa de amoníaco, uma colher de sopa de bicarbonato de sódio e uma colher de sopa de bórax ou ácido bórico. O utilize em qualquer tipo de limpeza, em substituição aos multiusos convencionais. Ou como qualquer produto de limpeza convencional, mantenha os detergentes ecológicos fora do alcance de crianças e animais domésticos.

DESINFETANTE PARA BANHEIRO
Ingredientes:
- 1 litro de álcool (de preferência 70º)
- 4 litros de água
- 1 sabão caseiro
- Folhas de eucalipto
Preparo:
Deixe as folhas de eucalipto de molho no álcool por 2 dias.
Ferva 1 litro de água com o sabão ralado, até se dissolver. Junte a água e a essência de eucalipto.
Engarrafe.

AMACIANTE DE ROUPAS
Ingredientes:
- 5 litros de água
- 4 colheres de glicerina
- 1 sabonete ralado
- 2 colheres de sopa de leite de rosas.
Preparo:
Ferva 1 litro de água com o sabonete ralado até se dissolver.
Acrescente mais 4 litros de água fria, as 4 colheres de glicerina e as 2 colheres de leite de rosas.
Mexa bem até misturar e depois engarrafe.

DESODORANTE DE AMBIENTE
Pode ser substituído por uma solução de ervas com vinagre ou suco de limão. Além de gastar menos dinheiro, você vai estar evitando produtos responsáveis pelo aumento de doenças respiratórias e alergias.

LIMPANDO VIDROS E TIRANDO GORDURA
Use uma solução de vinagre ou limão diluídos em água.

NAFTALINA
A naftalina afeta o fígado e os rins, utilize sachês com flores de lavanda em seu lugar.

LIMPANDO JANELAS E ESPELHOS
Use 3 colheres de vinagre diluídas em 11 litros de água quente. Se o vidro estiver muito sujo, primeiro limpe-o com água e sabão. Para secar superfícies, utilize tecido de algodão reutilizado ou jornais velhos. Fonte: Greepeace

LIMPANDO E DESODORIZANDO CARPETES E TAPETES
Misture duas partes de fubá com uma parte de bórax. Pulverize generosamente, deixe descansar por uma hora e aspire. Uma desodorização rápida pode ser obtida pulverizando-se o carpete com bicarbonato e aspirando logo a seguir. Fonte: Greepeace

LIMPANDO O BANHEIRO
Use escova com bicarbonato de sódio e água quente.
Para pias, despeje vinagre e deixe descansar durante a noite, enxaguando pela manhã. Para bacias, aplique uma pasta de bórax e suco de limão. Deixe por algumas horas e dê descarga, ou utilize uma solução forte de vinagre. Fonte: Greepeace.

LIMPANDO O FORNO
Basta uma solução de água quente com bicarbonato de sódio, que deve ser passada com um pano fino.

LIMPANDO PANELAS E FORMAS QUEIMADAS
Cubra a área com uma fina camada de bicarbonato de sódio e água e deixe descansar por algumas horas antes de lavar.

LIMPANDO JANELAS E ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO
Limpá-las uma vez por mês com uma mistura de óleo de cozinha e álcool, em partes iguais. Em seguida, passe um pano macio ou flanela. Fonte: Livro Sebastiana Quebra-Galho, de Nenzinha Machado Salles.

OUTRO LIMPADOR PARA JANELAS
Misture ½ xícara de álcool, 2 xícaras de água e uma colher de sopa de amoníaco. Coloque luvas e aplique a solução com um pedaço de pano.

LIMPANDO PISOS DE CERÂMICA
Misture em um balde, aproximadamente 3,5 litros de água com ¾ de xícara de vinagre branco e ½ xícara de amoníaco. Lave o piso como de costume.Fonte: Casa Club TV.


* * * * Alerta: Siga corretamente as proporções e orientações das receitas. A soda cáustica deve ser manuseada com cuidado,para não queimar as mãos (e outras partes do corpo) nem ser aspirada.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Praticando a Compostagem Caseira

Primeiramente a pergunta: O que é compostagem????
A compostagem é um processo biológico em que os microrganismos transformam a matéria orgânica, como estrume, folhas, papel e restos de comida, em composto ou adubo orgânico.

Na cozinha, acumulamos muito material orgânico como cascas, talos e restos de frutas e verduras que, direcionados ao lixo, dentro de sacos plásticos, vão apodrecer e gerar gás metano - 21 vezes mais prejudicial para a camada de ozônio que o CO2.
Em vez de jogar fora todo este material, podemos compostá-lo em casa ou apartamento e ganharmos com isso, um rico adubo natural para colocar em floreiras, jardins como também diminuir, significativamente, a quantidade de lixo gerada.

Qualquer pessoa pode fazer a compostagem caseira, só precisa de um pouco de espaço. Veja abaixo como fazer:

ESCOLHA UM LUGAR
Você vai querer fabricar seu composto longe da sua casa, mas não tão longe que você não queira sair para ter de cuidar disso. Da mesma forma, você não vai querer que fique muito perto dos limites de sua propriedade pois seus vizinhos poderão reclamar. Outros fatores a serem considerados incluem o seguinte:
- luz do sol: a luz do sol pode ajudar a aquecer a pilha de compostagem no inverno, mas muito sol pode secar o produto. Se a pilha estiver localizada sob uma árvore, você terá a sombra refrescante no verão e a luz do sol no inverno;
- drenagem: você precisa de uma boa drenagem para que a água não acumule perto da pilha;

ESCOLHA UM RECIPIENTE
É preciso um balde, galão ou outro recipiente.


Este recipiente precisa ter um pequeno furo, próximo da base, para escoar o líquido que a decomposição dos orgânicos pode formar.
No fundo, deve-se colocar pedras para ter uma boa drenagem. Em seguida, um material filtrante, como um pedaço de bidim, um tecido 100% poliester que vai reter impurezas e não se dissolve na compostagem.

ADICIONE OS INGREDIENTES
Depois do bidim, coloca-se a primeira camada de terra e só então os materiais abaixo:
- Restos de cozinha: é melhor cortar ou triturar os resíduos para que possam decompor mais rápido.
- Resíduos de frutas e vegetais: cascas, peles, sementes, folhas, cascas de ovos
grãos de café, espigas de milho etc.
- Atenção para carnes e laticínios: não coloque na pilha pois esses materiais causarão um odor desagradável.
- Aparas de grama,ervas daninhas, galhos, ramos, palha ou forragem.

NÃO DEVERÃO SER USADOS PARA COMPOSTAGEM:
- Resíduos humanos ou dejetos de animais domésticos;
- Plantas doentes do jardim;
- Ervas daninhas invasoras;
- Cinzas de carvão;
- Plantas tratadas com pesticidas;
- Alimentos cozidos, temperados e gordurosos, pois estes itens fermentam ou dificultam a decomposição.

CUIDADOS
- Cubra os materiais com muita terra.
- Adicione água para umedecer o composto, mas não encharcar.
- Remexa o composto com uma pá ou garfo de adubar todos os dias ou a cada 2 dias para misturá-lo e fornecer bastante oxigênio.
- Adicione novas camadas de material de compostagem na parte de cima junto com terra fresca.


Sinais de que sua compostagem está funcionando adequadamente:
- Não cheira mal. Ela deve ter um cheiro doce de terra;
- É quente. Os microrganismos ficam "fermentando" e você, eventualmente, pode ver algum vapor saindo da pilha, especialmente em uma manhã fria;
- Pode ser que você veja algumas bolhas de gás na pilha, porque o CO2 vai sendo liberado quando os microrganismos fazem seu trabalho.

COLETANDO O COMPOSTO
O produto final será coletado na parte inferior do recipiente.
Alguns parâmetros podem ser usados para avaliar o final da compostagem:
- Temperatura: depois de remexer a pilha, meça a temperatura. Se estiver abaixo de 38°C, provavelmente já está pronto.
- Aparência: o material parece pelo menos 50% decomposto? Você consegue reconhecer alguma coisa nele parecida com o lixo que foi colocado?
- Cor: está marrom escuro ou preto?
- Textura: está macia ou esfarelada?
- Cheiro: cheira como terra?

COMO POSSO UTILIZAR O COMPOSTO?
O composto é usado em vasos, canteiros, floreiras etc. Uma mistura de 1/3 de composto, 1/3 de areia e 1/3 de terra é um rico adubo para plantas novas, floreiras e plantas de interior.
A maioria dos praticantes de compostagem caseira usa seu produto final em volta da própria casa, das árvores ou jardins. Alguns deles vendem ou doam seus compostos finais a creches locais ou outros jardineiros vizinhos.

Esta é mais uma dica de coisas simples que podemos inserir no nosso dia a dia.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Está faltando Alguém no Retrato da sua Família!!! Não compre, ADOTE!!!

Muitos pensam que feiras de adoção de animais só apresentam cães e gatos doentes ou com alguma deficiência. Por terem sido abandonados pelos donos ou jogados nas ruas, estes animais não são a primeira opção quando alguém pretende criar um bicho de estimação. Mas há organizações que, mesmo desconhecidas da população em geral, trabalham em prol destes animais.

A ONG Movimento de Apoio aos Protetores de Animais e da Natureza (Mapan) recolhe animais abandonados nas ruas e dão a eles um lar temporário. Lá, aplicam vacinas, fazem castrações e alimentam os animais até encontrarem um dono. Todo o trabalho é auxiliado por voluntários, veterinários e pet shops associados.

Ela também recebe animais do Centro de Zoonoses de Santos, filiado à Sevicoz, seção da Prefeitura responsável pela vigilância, controle e combate de doenças transmitidas por animais. Outros chegam das mãos de outras pessoas.



Depois da adoção, a ONG mantém contato com os donos para fazer monitoramento, visitas e constatar se não há ocorrência de maus tratos. Há uma cláusula no contrato de posse, permitindo a visita de membros da Mapan. Em caso de maus tratos dos animais, a entidade denuncia o portador do animal, respaldada pela Lei Federal nº 9.605/98, que trata de crimes ambientais.

As feiras de adoção ocorrem quinzenalmente sempre aos sábados, no período da tarde. Elas são realizadas na Concha Acústica, no Shopping Parque Balneário, ou no calçadão do Gonzaga (quase em frente às Lojas Americanas).

Caso alguém queira doar um animal, é necessário ser previamente cadastrado por um dos protetores da ONG. Caso o animal não seja doado naquele dia, estará automaticamente cadastrado para a próxima feira. Os animais expostos precisam sempre estar higienizados e vermifugados antes de chegar ao local.

IMPORTANTE

Para cadastar o seu animal, entre em contato com as representantes da ONG : Sra. Regina (9737.5552) Srta Paula [9743.6125] Sra. Leila [8111.8159) ou Srta Eliane(9731.6596].Os contatos poderão ser tentados de 2 a 6 feira nos períodos da tarde ou da noite até as 20 horas . SEM ESTE CADASTRO NÃO PARTICIPA !!!!

Não é a feirinha do vai lá ! Devido alguns abusos, os doadores munidos de RG e Comprovante de Residencia deverão levar NA DATA E HORÁRIO MARCADOS os animais que cadastrou - DEVIDAMENTE LIMPOS , VERMIFUGADOS , VACINADOS OU CASTRADOS [ procedimentos de acordo com a idade ] com a ração , cobertorzinho , caixinha e todos os bens a que estiverem acostumados .

Para adotar um animal, o interessado deve ser maior de 21 anos, levar CIC, RG e comprovante de residência, passar por uma entrevista e assinar termo de responsabilidade. A pessoa ainda ganha uma consulta gratuita nas clínicas associadas. A Mapan pede que o adotante faça um donativo para que ela possa cuidar dos animais que ficam sob sua responsabilidade.

ANTES DE ADOTAR SAIBA QUE:

* Um animal (cão ou gato) vive em média de 12 a 15 anos e dependerá inteiramente de seu dono durante sua vida;
* Verificar se todos da família estão de acordo e se há recursos necessários para manter o animal (ele vai precisar de ração, medicamentos e eventuais cuidados veterinários) e averiguar se há quem fique com ele durante as férias e feriados prolongados.
* Não dar animais de presente. Não imponha um animal a quem não fez uma escolha consciente de adotá-lo. Animais não são objetos!
* Não adotar ou comprar um animal de raça só porque está na moda, pois estamos lidando com vidas. Cães e gatos vira-latas são muito inteligentes e saudáveis e se bem tratados ficam tão bonitos quanto os animais de raça.
* Lembre-se que filhotes são engraçadinhos, mas crescem e precisam de espaço. Os filhotes podem ser disciplinados e aprendem facilmente, com carinho.
* Estar consciente que todo animal faz xixi e cocô. Verifique quem vai se responsabilizar pela limpeza do local.
* Lembrar-se que gatos são tão carinhosos com seus donos quanto os cachorros, mas são mais independentes e podem passar tranqüilamente longas horas sozinhos. Já os cachorros são carentes e gostam de ficar perto do dono e da família na maior parte do tempo. Muitos deles choram e uivam se deixados sozinhos. Se você mora sozinho e costuma ficar pouco tempo em casa, considere adotar um segundo animal para que um faça companhia ao outro.
* Planeje desde já a castração, que será feita pelo seu veterinário de confiança.
* Vacine e vermifugue seu animal regularmente.
* Nunca agrida um animal! Nunca deixe seu animal sem água e sem comida e tão pouco presos á correntes (o que pode torná-los agressivos).
* Coloque uma plaquinha de identificação (com seu nome e telefone) no seu bichinho para o caso dele se perder.
* Para os cães, passeios são fundamentais, mas apenas com coleira/guia e conduzido por quem possa conter o animal.
* Para gatos que vivem em apartamento, é necessário telar janelas para evitar quedas fatais.
* Saiba que animais também precisam de atenção, carinho, estímulos e ambiente adequado.
* Se necessário, eduque o animal por meio de adestramento, mas sem agressividade e respeitando suas características;
* Ao passear em vias públicas, recolha e jogue os dejetos (xixi e cocô) no lixo.
* Jamais abandone seu animal, pois ele sofrerá todos os tipos de maus-tratos na rua, como espancamento, mutilações, envenenamento, queimaduras, etc... Ele sentirá frio, fome, sede. Ele poderá ser atropelado, ficar ferido, doente, sentir dor, medo, tristeza...
* Eduque as crianças para respeitar o animal e proiba-os de bater, chutar, torcer, puxar ou ainda, jogar o animal contra paredes, de escadas e de janelas. Lembre-se sempre que os animais domésticos só costumam agredir se forem agredidos primeiro.
* Lembre-se, animais não podem falar a nossa língua, eles se expressam através sua linguagem própria, sinais faciais e comportamento.





segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Macaca que interpretou Xico vai para santuário!

No sábado me emocionei ao ver o último capítulo da novela Caras e Bocas.

Não costumo assistir novelas, não sou muito fã, porém o final do último episódio foi emocionante quando mostrou a macaca Kate que interpretou o macaco Xico na novela sendo solta no famoso santuário - Centro de Primatologia do Beto Carrero World em Santa Catarina.

O descanso da macaca faz parte de um acordo feito entre a emissora Globo e o Parque, do qual Kate, de 14 anos, não poderá ser mais usada para fazer shows.

Para quem não viu, segue abaixo o trecho da novela!!

video

Além de incrementar pesquisas nas áreas de comportamento, reprodução, nutrição animal, epidemiologia, clínica médica, dentre outras, o Centro de Primatologia do Beto Carrero World pretende manter convênio com instituições de pesquisa e universidades, desenvolvendo projetos conjuntos, sempre voltados para o bem estar dos animais.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

População se mobiliza em Ilha da Austrália para não atrapalhar migrações de caranguejos


Cerca de 120 milhões de caranguejos, na Ilha Christmas, no sudoeste da Austrália, migram todos os anos das florestas para o mar, para a reprodução e desova. O movimento rumo ao oceano começa entre os meses de novembro e janeiro, dependendo das chuvas, pois os mesmos só prosseguem a migração com chuva.

Os caranguejos andam geralmente 8Km em 5 dias de marcha e não há obstáculos para seus instintos,atravessando estradas,ruas,invadindo casas,lojas enfim os bichos são determinados.


A migração é tão intensa que ruas e estradas são fechadas na ilha, para impedir que os crustáceos sejam esmagados.

Guardas florestais também constroem pontes plásticas sobre as estradas para que os caranguejos atravessem sem perigo
.



Chegando ao mar cada fêmea coloca em média 100 mil ovos.

Depois de todo esse trabalho retornam as florestas úmidas da ilha para no próximo ano,se estiverem vivas,retornarem para o mar.




Este é mais um lindo exemplo da ação benéfica do ser humano para com a natureza.
Com isso podemos perceber que viver em harmonia com todos os seres vivos não é tão difícil como se parece.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Projeto Luxo do Lixo




O Projeto Luxo do Lixo é realizado pela Fábrica da Comunidade que há mais de 21 anos vem atuando na cidade de Cubatão.

Dentre suas propostas estão a inclusão social pelas capacitações, requalificação de trabalhadores e na geração de renda para as comunidades mais carentes da região assim como, o comprometimento com a preservação do meio ambiente.

Ela é mantida pela Prefeitura de Cubatão, que, através de convênios com o Senai, oferece treinamentos à comunidade unindo arte e sustentabilidade, através do aproveitamento de materiais recicláveis.

Cubatão nos dias de hoje livra o planeta da poluição de garrafas pet, entre vários outros tipos de dejetos. Os recipientes plásticos servem de enchimento para pufes ornamentados, na maior parte, por motivos infantis. Já os carretéis de fiação são, com as extremidades paralelas ao chão e recriados, mesas muito charmosas.

O Projeto promove também a decoração de locais públicos como praças, avenidas e escolas no Natal a qual é totalmente feita a partir de materiais recicláveis. Após o Natal, o material decorativo é doado à cooperativa de reciclagem, bem como as sobras de material que não puderem ser aproveitadas no projeto.

O sucesso do projeto está no envolvimento da comunidade, seja na coleta de produtos ou na capacitação para a produção de enfeites.


Contatos do projeto :
Telefone (13) 3361-2180
Gilda França: gildafranca@ig.com.br
Aguinaldo de Aguiar: aguinaldo.karate@hotmail.com - aguinaldokarate@ig.com.br

Utilidade pública


Muitas vezes queremos muito fazer algo, mas não sabemos como, portanto resolvi colocar algumas informações para vocês verem como é simples começar, só basta querer.

Coleta seletiva em SV
O caminhão da coleta seletiva recolhe semanalmente o lixo reciclável em todos os bairros da cidade (conforme tabela abaixo). Esses materiais podem ser colocados juntos em uma sacola, só não podem ser misturados com o “lixo sujo” (restos de alimentos, cascas de frutas, pilhas, papel higiênico, fraldas descartáveis, papéis sujos de gordura, pontas de cigarro, lâmpadas, etc.) e devem estar limpos e secos para evitar odor e insetos.



Coleta Seletiva em Santos


Coleta de Pilhas e Baterias

O Banco Real é um dos postos de coleta de pilhas presentes em Santos.

As baterias de celular e laptops devem ser entregues aos fabricantes (que são obrigados a recebe-las) através do ponto de venda ou assistência técnica.

Quando for trocar a bateria do carro deixe a antiga na oficina. Não doe ou comercialize as peças em ferro velho, pois elas não podem ter os destinos adequados.



Coleta de Óleo de Cozinha

Cada litro de óleo de cozinha jogado no ralo da pia é capaz de poluir 1 milhão de litros de água (equivalente ao consumo de uma pessoa no período de 14 anos), o que encarece e prejudica o funcionamento nas estações de tratamento de água.

Postos de coleta em supermercados como o Grupo Pão de Açúcar passaram a aceitar o óleo de cozinha, que vira ingrediente para o Biodiesel.

Outra opção é enviar o óleo para instituições que o reaproveitam para fazer sabão, caso da Ação Triângulo, no ABC Paulista.

Para doar em Santos, basta colocar o óleo em garrafa pet e levá-lo até o Núcleo Bandeirantes, que recebe doações às 5ª ou sábados, das 15h às 17h. O endereço é Rua Jurubatuba, 157, próximo ao Complexo Esportivo Rebouças.

Para quem está em São Vicente, o posto de coleta fica em um estacionamento do Centro, na Rua Martim Afonso, 214. O horário para entrega é de 2ª a sábado, das 7h às 22h.



Lâmpadas Fluorescentes ou frias

Infelizmente no Brasil, apenas na cidade de Americana (SP), Curitiba (PR) e Niterói (RJ), possuem programas de reciclagem desses resíduos.

Se você não morar nessas cidades, tente enviar as lâmpadas para a Tramppo Recicla Lâmpadas, de São Paulo, que aceita pequenas quantidades, mas o serviço é pago e custa de R$0,60 a R$0,90 centavos por lâmpada. Se não tiver outro jeito, coloque a lâmpada na embalagem original ou em uma caixa de papelão e descarte no lixo comum.



Viu como é fácil??

Agora mãos a obra por um mundo melhor!!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Dicas de Consumo Sustentável



Todas as nossas ações refletem, positiva ou negativamente, no meio-ambiente: seja tomar um café no trabalho, onde jogamos fora um copo de plástico que levará décadas para se decompor, ou quando economizamos água lavando o quintal utilizando baldes d’água no lugar de mangueira.

Iniciativas e ações ecologicamente corretas são simples e podem ser feitas por qualquer um de nós.

-Pesquise antes de fazer uma compra grande.Evite comprar com muita pressa e não se deixe persuadir por um vendedor insistente. Se precisar de tempo para pensar, volte no dia seguinte.

- Escolha produtos fabricados para durar.Escolha um sofá que tenha estrutura de madeira maciça em lugar de compensado ou aglomerado, que se quebram ou empenam com facilidade.

- Evite comprar produtos descartáveis.Prefira os panos de prato, guardanapos e lenços de tecido aos de papel. O mesmo vale para xícaras, copos e talheres descartáveis.

- Prefira os produtos totalmente biodegradáveis e atóxicos, que se decompõem sem deixar resíduos nocivos no meio ambiente.

- Ao invés de usar vasilhas ou potes de plástico, use recipientes de vidro, louça ou inox para armazenar alimentos.

- Se usar sacolas de plástico no supermercado, encha cada uma o máximo possível

- Compre apenas plásticos que possam ser reciclados. Os fabricantes estampam um código de identificação de material reciclável.

- Desligue os equipamentos da tomada. Os aparelhos em modo stand-by continuam consumindo energia.

- Escolha produtos com menor quantidade de embalagenns. Redescubra antigos costumes como as garrafas retornáveis de bebidas ou sacolas de feira para carregar compras.

- Jamais escove os dentes ou faça a barba com a torneira aberta.

- Habitue-se a juntar a maior quantidade possível de roupas para passá-las de uma só vez.

- Reduza o tempo no banho. Você poupa água e ajuda a diminuir o consumo de energia.

- Substitua as lâmpadas incandescentes por lâmpadas econômicas. Elas geram a mesma luminosidade, mas poupam 80% de energia elétrica e duram mais.

- Ligue a máquina de lavar roupa e louça apenas com carga máxima. Você poupa água, energia e tempo.

- Procure utilizar os transportes coletivos e para distâncias curtas, opte por andar a pé, além de prservar o meio ambiente é um ótimo exercício físico.

- Dirija de modo regular. Acelerações e freadas desnecessárias provocam elevado consumo de combustível e maior poluição ao ambiente.

- Calibre os pneus do seu carro regularmente. A pressão baixa aumenta a resistência ao deslocamento do veículo e, conseqüentemente, o consumo de combustível, além de desgastar os pneus e afetar a dirigibilidade do carro.

- Não transporte pesos mortos tais como cadeiras de praia, quando não for utilizá-los. O peso do veículo tem grande influência no consumo do combustível, principalmente no trânsito urbano.

- Ao limpar a calçada, use a vassoura, E NÃO ÁGUA para varrer a sujeira! Depois, se quiser, jogue um pouco de água no chão, somente para “baixar a poeira”. Para isso, você pode usar a água que sobrou do tanque de lavar roupa.

- Quando o ar condicionado estiver funcionando, mantenha janelas e portas fechadas.
Desligue-o quando o ambiente estiver desocupado.

- Procure se informar sobre as iniciativas de sua Prefeitura/Comunidade com relação ao lixo reciclável. Todos somos responsáveis pelo destino do lixo que geramos.


Se cada um de nós, que somados chegamos a um total de milhares de habitantes desse maravilhoso planeta, fizermos a nossa parte, mesmo que seja uma pequena ação, certamente estaremos ajudando e muito a salvar a Terra. Afinal, não é a união que faz a força??

Ação social: Fazer o bem, faz bem!!!



Tudo começou com a idéia de ajudar idosos mas surgiu a seguinte dúvida:

Como conseguiremos arrecadar 75 sacolinhas??

Esta era a idéia inicial do Projeto ajudar um asilo localizado na cidade de SP que possue atualmente 75 velhinhos internos o qual é mantido através de doações.

Pois é, juntamos esforços e não conseguimos somente 75, mas sim 157 sacolinhas, graças a ajuda de aproximadamente 200 pessoas generosas presentes em nossas famílias, amigos, colegas de trabalho, enfim pessoas capazes de doar um pouco do seu tempo em prol do ser humano.

A Ação tornou-se tão grande, que ampliamos as entregas para mais 3 asilos totalizando 4 asilos em 4 cidades diferentes: Cubatão, Peruibe, SP e Santos.

Foram 3 meses de trabalho árduo contando e separando sacolinhas, imprimindo cartões ajeitando tudo mas graças a Deus no final veio a satisfação de ver a esperança e alegria no olhar daquelas pessoas.

Infelizmente muitas dessas ações são realizadas somente no final do ano onde pessoas afim de limpar a sua consciência fazem doaçôes a asilos e creches. Mas e o resto do ano como fica??

Por isso dia 26/07 - Dia do vovô - realizaremos outra campanha como esta e caso queira participar é só entrar em contato.

video

"O abandono talvez seja o sentimento mais cruel que o ser humano possa sentir, pois a indiferença de um amigo, do amor de um filho, de um parente faz com que a pessoa perca o sentido da vida. A gente precisa de estímulo do amigo, da valorização de um filho e da compreensão de um parente” (N. L., 66 anos, domiciliado)strong>

Desabafo


Hoje pela manhã ao ligar o jornal me revoltei ao me deparar com um grande sensacionalismo que a vários dias a mídia vem mostrando um caso específico de uma menina que morreu na tragédia de Angra dos Reis assim como muitas outras pessoas comuns que morrem todos os dias em tragédias ambientais Vendo isto senti, uma imensa vontade de escrever umas singelas palavras e desabafar quanto a tudo que vem ocorrendo nos últimos tempos com o nosso planeta.

2010 começou, não com uma tragédia, mas sim, com um aviso, mostrando a grande força da natureza, do que ela é capaz e quanto o ser humano é vulnerável a ela.

Ontem praticamente metade do jornal Nacional foi dedicado a notícias de catástrofes ambientais e mortes de milhares de pessoas que vem ocorrendo no mundo. Incêndios florestais e enchentes na Austrália, frio intenso acima da média nos EUA, enchentes e mortes por todo o sudeste e sul do Brasil mas isso tudo só me deixa um questionamento:
será que não somos responsáveis por tudo isso????,
será que isso não é consequência dos nosso atos e a natureza só está respondendo quanto as nossas ações??

- Mansões avaliadas em 3 milhões de Reais construidas em locais irregulares em verdadeiros paraisos, além de barracos construidos em morros onde muitos dos moradores preferem viver naquele lugar para não não ter que cumprir com obrigações como pagamento de IPTU,etc. Depois não querem que ocorram desabamentos??
- Lixo por todos os lados em córregos, rios etc isto sem falar no imenso asfalto que é SP onde não existe um local sequer para escoamento da água. Despois não querem que ocorram enchentes????
- Praias imundas por turistas sem consciência que apesar de todo o caos mostrado diariamente na mídia e até vivido por alguns, ainda assim não possuem nenhum respeito para com a mãe natureza.
- Animais cada vez mais sofrendo maus tratos por esta imunda raça que se chama ser humano.
-Pessoas que abrem as janelas dos carros e arremessam lixo na rua como se fosse um campeonato de quem arremessa mais longe.

Creio que somente o que nos resta a fazer é parar de colocarmos a culpa nas autoridades e agirmos cuidando do pouco que nos resta deste maravilhoso planeta que nos serve de casa.

Ontem ao ver uma entrevista de um sobrevivente da tragédia de Angra, foi a única pessoa que foi feliz em sua colocação dizendo:
“Primeira coisa que eu vou ter a partir de hoje é muito respeito pela natureza, porque ela é muito mais poderosa que nós todos aqui na terra”.

Para terminar deixo a seguinte pergunta:

Será que ainda assim podemos nos considerar vítimas diante de toda destruição que proporcionamos ao planeta?